Carolina de Deus “Dores de Crescimento” ft António Zambujo

“Dores de Crescimento” é o nome do novo single de Carolina de Deus e é simultaneamente o nome do seu álbum de estreia que chegou esta semana a todas as plataformas digitais. Depois de conhecidos os singles “Dores De Crescimento” com a participação de António Zambujo, “Seria Estúpido Ligar-Te”, “Querido Futuro Namorado” e “Talvez”, todos eles já sucessos nas rádios nacionais, chega agora a todos os fãs um conjunto de seis novos temas. Para além desses há ainda uma nova versão de “Talvez” cantado em francês, tema que recebeu o nome de “Je Veux”

Carolina de Deus é um daqueles casos raros de sucesso, com apenas dois singles editados, começou a esgotar os primeiros concertos a que se propôs, tendo já percorrido o País em nome próprio, com passagens pelo Teatro Maria Matos, Teatro Sá da Bandeira, Festas do Mar, entre muitos outros palcos nacionais de renome. Em 2024, prepara-se para a grande estreia no Coliseu de Lisboa, já agendada para dia 08 de março de 2024.

Para a artista este disco, “Dores de Crescimento”, tal como o título diz “fala sobre o que são as dores de crescer. Todas as músicas do álbum abordam temas como o amor, a perda, o amor próprio, etc. É muito importante para mim dar este passo de lançar um disco com músicas minhas e não só. Trabalhar com colegas compositores incríveis e com uma equipa destas foi o que tornou tudo isto possível. É um álbum feito com muito carinho e muita dedicação. Acho que consegui deixar um pedacinho de mim em cada música.
Dar concertos e cantar as músicas do meu álbum é como um sonho tornado realidade. E é uma das partes que mais gosto, preparar os espetáculos e poder explicar às pessoas o significado de cada música ou mesmo como surgiram. Estou muito feliz por poder fazê-lo nesta tour de 2023 e espero que as pessoas gostem daquilo que ouvem e que continuem a apoiar-me como têm feito até agora. Têm sido essencial e muito importante para mim”.

Letra de Dores de Crescimento

Se me trancam em mim mesma
Não me conformo cá dentro
Cresço além de mim
Afastando-me do centro

Rio e choro, tal como o céu
Mudo, e é normal mudar porque eu

Dia sim, dia talvez
Tenho dores de crescimento
Dia não, de quando em vez
Cresço mais do que aparento

Se me pedem pra ficar
Viro costas e nem tento
Voo além de mim
Afastando-me com o vento

Sou de luas, tal como o céu
Mudo, e é normal mudar porque eu

Dia sim, dia talvez
Tenho dores de crescimento

Dia não, de quando em vez
Cresço mais do que aparento

Dia sim, dia não
Tolda-se a razão
Falha o coração

Dia sim, dia talvez
Tenho dores de crescimento

Dia não, de quando em vez
Cresço mais do que aparento

Dia sim, dia talvez
Tenho dores de crescimento
Dia não, de quando em vez
Cresço mais do que aparento

Dia sim, dia não
Tolda-se a razão
Falha o coração

Rádio Arena