A Garota Não “Dilúvio”

A Garota Não, o projeto de Cátia Oliveira, foi, durante o ano de 2022, um dos que deu mais nas vistas na nova música portuguesa tendo mesmo sido considerado como autora de um dos melhores álbuns do ano pela crítica especializada. Este ano esteve nomeada nos PLAY – Prémios da Música Portuguesa na categoria de Melhor Artista Feminina. “Dilúvio” é uma das canções do álbum “2 de abril”.

Letra de Dilúvio

já vejo o céu em fogo
há quem diga que estou louco
nunca me senti tão só

e a dor que mais me mata
é já não te fazer falta
é fazer falta a ninguém

já nascemos de joelhos
já dobrados pelo meio
ensinados a querer

só aquilo que não temos
só as terras que não vemos
a corrida não tem fim

e a vida fica difícil
o tempo passa tipo míssil
derramado em suor

e o que achamos importante
perdemos mais adiante
no fim só restamos nós
a vida fica difícil

já vejo o céu em fogo
cuidado que estou louco
nunca me senti tão só

seguimos ofendidos
todos sérios e contidos
inundados em pudor

tenho medo destes muros
pensamentos crus e duros
sempre prontos a julgar

eu já nem sei rir direito
toda a graça é um parapeito
calma, foi em paz que vim

e a vida fica difícil
o tempo passa tipo míssil
derramado em suor

e o que achamos importante
perdemos mais adiante
no fim só restamos nós

de onde vem esta saudade
espalhar-se na cidade
em forma de souvenir

que venha quem vier por bem
mas não se trate com desdém
quem tratou deste lugar

Rádio Arena

Artistas: A Garota Não

[instagram-feed feed=2]